domingo, 11 de outubro de 2009

Com Acuçar e com Afeto

Com Açúcar, Com Afeto
Chico Buarque
Composição: Chico Buarque

Com açúcar, com afeto, fiz seu doce predileto
Pra você parar em casa, qual o quê!

Com seu terno mais bonito, você sai, não acredito

Quando diz que não se atrasa

Você diz que é um operário, sai em busca do salário

Pra poder me sustentar, qual o quê!

No caminho da oficina, há um bar em cada esquina

Pra você comemorar, sei lá o quê!

Sei que alguém vai sentar junto, você vai puxar assunto

Discutindo futebol

E ficar olhando as saias de quem vive pelas praias

Coloridas pelo sol

Vem a noite e mais um copo, sei que alegre ma non troppo

Você vai querer cantar

Na caixinha um novo amigo vai bater um samba antigo

Pra você rememorar

Quando a noite enfim lhe cansa, você vem feito criança

Pra chorar o meu perdão, qual o quê!

Diz pra eu não ficar sentida, diz que vai mudar de vida

Pra agradar meu coração

E ao lhe ver assim cansado,

maltrapilho e maltratado

Como vou me aborrecer?

Qual o quê!

Logo vou esquentar seu prato,

dou um beijo em seu retrato

E abro os meus braços

pra você.

Mônica está música e prá você. Eu não sei o Porquê

só sei que é.

-------

Domingo eu recebi o convite de minha amiga Mônica para almoçar na casa dela. Foi um dia inusitado cheio de emoções. Os convidados eram: Eu, Renata, Etty, Joel e Bernardo. Gleisinho e Mônica estavam lá. Levei um boneco Zeca que eu mesmo confeccionei para Mônica. Brincamos com uma escultura que o Gleison fez. Ninguém entendeu se era uma madona ou uma mulher pelada estilizada, mas cabeça de artista é assim mesmo nem ele explica (arte erótica). Tinha uma comida deliciosa, churrasco, tabule (que eu adoro), salada, melancia, arroz e frango, depois uma sobremesa deliciosa banana assada, canela, sorvete de creme e coberturas e a orgia dos sabores. Rimos muito e ainda ganhamos brindes que vieram num baldinho, peguei dois colares um de cor de ametista e o outro azul - lindos...
-
----------- -----------
Amizade
Vinícius de Moraes
"Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos,
que se comova quando chamado de amigo.
Que saiba conversar de coisas simples,
de orvalhos, de grandes chuvas e
das recordações da infância.
Preciso de um amigo para não enlouquecer,
para contar o que vi de belo e triste durante o dia,
dos anseios e das realizações,
dos sonhos e da realidade.
Deve gostar de ruas desertas,
de poças d´água e de caminhos molhados,
de beira de estrada,
de mato depois da chuva,
de se deitar no capim.
Preciso de um amigo que diga que vale a pena viver,
não porque a vida é bela,
mas porque já tenho um amigo.
Preciso de um amigo para parar de chorar.
Para não viver debruçado no passado
em busca de memórias perdidas.
Que bata nos ombros sorrindo e chorando,
mas que me chame de amigo,
para que eu tenha a consciência de que ainda vivo"

******

2 comentários:

Aine Piena disse...

To lendo seu blog todinho, gosto das recitas naturebas e gostei das dicas para fotos, para mim que tem braços enormes de gordos, são dicas valiosas...abraços!!!

Etiene Oliveira disse...

Olá amiga...
Amei a sua postagem, pois foi leve e divertida como o nosso encontro.
Eu vou continuar agradecendo a Deus todos os dias pela nossa amizade. Te adoro Nice. Você está acda dia mais linda! Deus te abençoe..

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...