quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Juntando os Pedaços - Reforma

--- -
-
O primeiro passo para diminuir a quantidade de lixo é sem dúvida reduzir o que consumimos. Consumir não é necessariamente adquirir alimentos,e sim produtos para qualquer finalidade. Muitas vezes compramos coisas das quais não precisamos, e ficamos dias, meses e anos acumulando "tranqueiras" quando um belo dia decidimos renovar tudo (principalmente na passagem do ano, não é?) e jogamos todas as nossas"tranqueiras" fora.
Após pensarmos em reduzir o que consumimos podemos agora procurar reutilizar as coisas antes de jogá-las fora.Podemos reaproveitar os potes de sorvete para guardar comida, fazer arte com garrafas de refrigerante ou jornal, por exemplo papel machê. Imagine se conseguirmos usar pelo menos mais uma vezas coisas que consumimos, o quanto estaríamos diminuindo o lixo de casa!Após evitar consumir coisas desnecessárias, reaproveitar outras, agora é hora de pensar em reciclar.Muitos materiais podem ser reciclados e cada um por uma técnica diferente.
A reciclagem permite uma diminuição da exploração dos recursos naturais e muitas vezes é um processo mais barato do que aprodução de um material a partir da matéria-prima bruta. Estes conceitos são básicos e foram formulados através da agenda 21.Bom crianças estou na operação reforma e decidi reaproveitar alguns pisos e ajuleijos antigos.O imóvel já possui mais de 10anos e houve um problema de infiltração por percolação.Percolação é água (humidade) que ''sobe'' do solo por capilaridade passando pelo alicerce e vai parar nas paredes ''estourando'' o reboco e a pintura. Pra resolver é necessário ''descascar'' a parede até a alvenaria, chapiscar, rebocar, lembrando de usar um bom impermeabilizante na massa. A percolação também pode ser causada por material rico em contaminantes ex: água e areia de má qualidade ou contaminados.Meus queridos fugindo da parte técnica o mais legal desta reforma foi que cada pedaço dos azuleijos e pisos tem uma história, fragmentos de cada parte da casa dos meus pais; restos de banheiros, cozinha, área de serviço e piso em geral, até o azuleijo da frente da casa entrou na dança eram fragmentos que estavam destinados ao lixo. Mas que faziam e fazem agora parte de uma outra história. Eu tenho um porta joía em pedra sabão com uma mandala tatuada na tampa agora ele faz parte de uma parede. Terá uma nova função...
Uma nova vivencia.
O pedreiro "Geraldinho" adorou está história...
Cada pedaçinho...
Uma recordação...
Parecia mais um menino montando um quebra- cabeças.
Olha que delícia envolver as pessoas desta forma...
Mostrando a elas uma nova possibilidade
de ver a vida,
proteger o meio ambiente e se reconstruir.
Um novo olhar sobre a realidade.
Sobre reflexões e possibilidades.

--

2 comentários:

Etiene Oliveira disse...

Ei Nice!
Amei sua idéia de reaproveitar, pois neste mundo de hoje, este é o caminho!
O que é aquilo que colocou junto com os azulejos? Partes de um porta- jóias? Chique demais bem!!!
Beijos..

Minha Casa - meu corpo disse...

Etty, é um porta joía de pedra sabão. Uma lembraça trazida de Ouro Preto. Vou tirar umas fotos é coloco no Blog. Bjs, Nice.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...